Mais de 12 milhões de toneladas de mercadorias foram movimentadas no Porto de Santos no mês passado. A marca garante mais um recorde mensal histórico para o cais santista graças ao grande volume de exportações de granéis sólidos de origem vegetal. Somando as operações do complexo marítimo entre janeiro e julho, o total escoado atinge 73 milhões de toneladas.

Os dados fazem parte do levantamento mensal da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a estatal que administra o Porto de Santos. O estudo mostra que o bom desempenho do cais santista em julho se deve ao aumento das exportações, que somaram 8,8 milhões de toneladas. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a alta foi de 23,1%.

Os embarques de açúcar, complexo soja (que inclui farelos e grãos transportados a granel ou em contêineres) e milho somaram quase 6 milhões de toneladas em julho, o equivalente a 65% do total das mercadorias exportadas no mês.

O destaque do mês foi o milho, que aumentou em 99,6% o volume de embarque, somando 1,8 milhão de toneladas. Em volume, os embarques superam os da soja, que registraram a 1,5 milhão de toneladas. Neste caso, o crescimento das operações foi de 38,2%.

Em tonelagem o principal destaque foi o açúcar, com 2,3 milhões de toneladas embarcadas em julho, 10,8% a mais do que no mesmo período de 2016.

Já nas importações, a Docas apontou o crescimento de 65,8% de óleo diesel e gasóleo, com 358.126 toneladas descarregadas. Outro destaque foram as operações com enxofre, que chegaram a 202.806 toneladas, registrando alta de 12,6%.

Mas também há quedas, como no caso do sal, que reduziu em 72,4% seus desembarques e somou 30,6 mil toneladas apenas. As operações com amônia também caíram, desta vez 61,4%, registrando 19 mil toneladas desembarcadas.

“Os números apurados nesses sete primeiros meses expressam a excelente recuperação da atividade no Porto de Santos, apontando para mais um ano de movimento recorde, após a queda verificada ano passado”, destacou o diretor-presidente da Docas, José Alex de Oliva.

De fato, com o desempenho atingido até julho, a projeção para 2017 é de 123,5 milhões de toneladas, ganho de 8,5% em relação a 2016 e de 3% sobre o maior movimento anual, alcançado em 2015.

Ano

Até julho, o cais santista registrou um aumento da movimentação anual de 7,6% e atingiu 73 milhões de toneladas. A marca é impulsionada pelo crescimento de 5,1% nas exportações, que totalizaram 53 milhões de toneladas, e ainda pelo aumento de 14,5% das importações, que superaram as 20 milhões de toneladas nos sete primeiros meses do ano.

A movimentação de contêineres em TEU (unidade equivalente a um cofre de 20 pés) registrou   crescimento de 6,5% no mês, com 333.414 TEU e de 6,4% no ano, somando 2,1 milhões de TEU.

Fonte: Atribuna